Publicado em Comportamento, Música

Meus treze anos

Escrevi ouvindo Burn

Eu sempre fui muito apaixonada pela psicologia. Deve ser porque nenhum dos psicólogos que fui em toda minha vida – okay, não sou tão velha assim – conseguiram me decifrar tão bem. Portanto, eu precisei procurar escapes para os meus dramas sozinha. Eu me entendia lendo e escrevendo. Ou quando faltava completamente vontade, eu apenas ouvia música. Aliás, eu fazia muito mais que isso. Eu a sentia. E eu acho que é por isso que tenho preferências musicais tão instáveis.

Até meus treze anos, eu me entregava ao rock. Nem tão metal, nem tão pop rock. Estava mais para um alternativo. E deixo claro que, todavia, nunca gostei muito de Beatles. Enfim, o rock era como uma armadura. Era com os fones de ouvido que o meu interior era mais forte, mais compreendido, menos perdido. Os solos de guitarra eram como todos aqueles sentimentos bagunçados que eu nunca soube explicar. Eles gritavam por mim. No entanto, por fora, eu não era nada além de mim mesma. Eu nunca enganei ninguém. Ou sim.

Alguns anos passaram e é como se eu tivesse libertado minha alma dessa abstinência de arranjos de guitarra. Eu fui me encontrando aos poucos, não completamente, e não precisando mais ouvir tanto aquele tipo de música. Ainda bem que era só uma fase. E agora ouço estilos musicais que nunca pensei que pudesse um dia gostar, como reggae. “Why you gotta be so ru(uuu)de?”. Talvez nesse momento, o que eu tenho procurado, afinal, na música é diversão e paz.

Eu me sinto mais confiante em dizer o que sinto. Eu não tenho problemas com isso. Eu continuo sentindo mais do que eu deveria, como antes. Mas é como se eu pudesse controlar o quanto demonstrar agora. E segundo o último teste de psicanálise que eu fiz, eu sou 6% mais pensante que sensível. YAY, uma evolução – cof cof. Ainda é pouco, eu sei. Mas isso não é algo para se exigir. As coisas que passei me tornaram assim. Ou talvez eu só não tenha mais voz e lágrimas para chorar em vão.

Anúncios

Autor:

E-mail: blairpttsn@gmail.com Defenda o que você acredita e tenha orgulho por quem você é!

^-^ Me conta o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s