Publicado em Crônica, Diário

#DDV: Embarcando sozinha

20151215_061733

Olá, gaveteiros! O que dizer dessa selfie de cara inchada? 😛 Vou contar, por meio de crônicas, meu Diário de Viagem – #DDV. Bora lá para o primeiro?

Cheguei no Aeroporto de Macapá. Cidade pequena é sempre assim mesmo: fácil de encontrar um conhecido. Para variar, cheguei em cima da hora. Meu pai quem levou-me. Ele nem parecia preocupado com as horas. Dei corda a ele e não deu tempo de fazer muita coisa antes de embarcar.

Estava aflita se estava com todos os documentos necessários. Viajar sozinha pela primeira vez é algo mais sério do que eu imaginava. Mas até aí tudo tranquilo. Minha mãe chegou em seguida. Caminhamos à paleta mexicana do aeroporto. A minha foi de Kiwi e a dela de abacaxi com hortelã. Enfim, já era a hora de ir.

Tudo certo para o embarque. A mala maior foi antes de mim e a menor comigo. Meu acento era na janela. Não poderia ser mais maravilhoso senão fosse pelos velhinhos ao meu lado com gases. Mas tudo bem. Apreciei cada segundo da decolagem pela janela e foi fascinante estar nas nuvens, no sentido literal.

Logo liguei meu notebook. Coloquei os fones e dentro de mim era festa. Anitta num volume razoavelmente alto. Dei continuidade a minha fic. Eu estava confortável com tudo aquilo, sem frio na barriga. Estava sendo ótimo estar ali, sozinha. Quer dizer, eu estava com meus personagens.

O lanchinho do avião sempre deixa-me ansiosa. Eu fico entusiasmada para comer o lache que não vem de casa. Coisa de gente gulosa. Ah, eu estava vestindo minha blusa preferida (a do Star Wars <3). Pedi um suco de laranja, um bolinho da bauducco e uma bolachinha. Confesso que lanche de avião já foi melhor.

Não demorou muito e estava pertido de Brasília, onde eu faria uma parada. Eu desliguei o notebook e voltei a namorar com a janela. A vista nunca foi tão estonteante. Aquele distrito encantou-me pela organização e pelo verde. Ah, que clima libertador. Friozinho. Hora de descer do avião e encontrar-me com a minha avó.

Desci, toda empolgada. Tinha um ônibus à espera. Levou-me até o aeroporto. Animada, cacei-a com os olhos. Dei algumas voltas. Nada.  Bateu um leve desespero e chateação. ELA NÃO ESTAVA LÁ!

A continuação fica para o próximo post e vai ser cheeeeeio de fotos, hehe. Beijinhos de luz! 🙄

 

Anúncios

Autor:

E-mail: blairpttsn@gmail.com Defenda o que você acredita e tenha orgulho por quem você é!

^-^ Me conta o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s