Publicado em Crônica

Ódio ao próximo

odio

Escrevi ouvindo Thinking Out Loud

Olar! Eu costumo usar minha gaveta na internet pra escrever crônicas de sentimentos, sobretudo: amor. De todas cores, todos os gêneros, todos os tipos. Sem exclusão. Mas, não tem sido fácil ter uma mente “aberta” como a minha.

Por que?

É que, segundo alguns cristãos, para ter Deus no coração, é imprescindível ser contra um monte de coisas. Algumas pessoas levam tão a pé da letra que disseminam ódio em prol de uma causa que prega tanto o amor. Parece hipócrita para você?

Outro dia, estava conversando sobre o estupro da adolescente carioca – caso que repercutiu até aqui no Amapá. Os meus ouvidos faltavam sangrar quando ouviam os mais religiosos dizerem que era culpa dela, que ela provavelmente não tinha “Deus” na própria vida. Espera um pouco, quais os critérios estamos julgando para apontar onde Ele está?

E daí se ela estava vestida vulgarmente, andando de noite e indo para um baile funk? Isso não dá direito de NINGUÉM tocar no corpo dela sem permissão. Além do mais, Deus não está somente com as pessoas que vão às igrejas e seguem suas religiões “fielmente”.

(Deixo para posicionar-me quanto ao estupro em outra crônica).

O ponto em que quero chegar é o seguinte: se Deus é amor, por que tanto ódio? Já pararam para pensar que atentados ocorrem todos os dias em nome do Ser que é sinônimo de salvação? E esse mesmo tem sido o motivo de perdição de tantas vidas. Não parece ter algo de errado nisso?

Desculpa, mas por essas causas eu não quero lutar. Se for para lutar que seja por mais amor no mundo. Que seja para ajudar as crianças nas ruas ao invés de chamar seus pais de vadios, que seja para dar um prato de comida aos que vendem seu corpo por não ter sequer um teto, que seja para dar esperança àqueles que se perderam nos vícios. Isso sim são causas nobres.

Algumas pessoas perguntam se eu acredito em Deus. Você quer saber da verdade? O Universo é infinito demais para dizer que sabemos de tudo. Eu acredito em Deus como um sentimento que é maior que tudo. Eu acredito em Deus como Aquele que toma conta de tudo. Como Aquele que se entristece em ver o caminho o qual a humanidade tem tomado: a desumanidade.

Sendo assim, eu acredito que Deus é amor. Porque o amor é a coisa mais poderosa que eu conheço. Quem ama, é capaz de fazer tudo diferente do que realmente quer. É paciente, é cuidadoso e perdoa. Eu não tenho dúvidas de quem ama tem Deus na própria vida. Porque só ele daria um sentimento tão digno aos humanos tão falhos.

 

Anúncios

Autor:

19 anos. Acadêmica de Relações Internacionais e apaixonada por histórias de amor.

^-^ Me conta o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s