Publicado em Comportamento, Pessoal, Saudações

2017: No regrets, just love

tumblr_llrkenixrj1qirt3j

Há um ano, eu estava na praia de Niterói, num show do Jota Quest. Os fogos de artifício foram maravilhosos e, na hora deles, tocou Queen. Era um momento mágico. Eu tinha ideia de que 2016 não seria fácil, embora eu tivesse várias expectativas.

Neste ano, foi tudo bem diferente. Fiquei em casa, com minha vó, e nos divertimos no Karaokê. Foi legal. Aqui em casa ninguém canta bem. Mas adoramos cantar. Fazer o quê? Troquei mensagens de ano novo depois disso, não é algo que costumo fazer. Passei a virada com uma blusa do meu pai, a qual tem mais que a minha idade. Além disso: estava tocando “Teenage Dream”, da Katy Perry.

São vários sentimentos: amor, medo, ansiedade envolvidos em todos os meus sonhos pra esse ano. Segunda-feira, vou entregar meu currículo nas livrarias da cidade. Parece um sonho bobo? Mas é o meu sonho. Quero dizer, é o primeiro passo. Quero começar a trabalhar e consigo me imaginar sendo feliz conversando sobre livros com os clientes. Ademais, pretendo terminar de escrever/desenhar o meu ano que vem.

Acho que 2017 já começou me ensinando que eu não preciso estar numa cidade maravilhosa, como Niterói, para me inspirar a preencher o meu coração de planos. Estou vivendo mais o meu trecho preferido “no regrets, just love”. Quero dizer, passei grande parte de 2016 apenas lastimando as coisas que eu poderia fazer. Que nesse ano haja mais amor, menos cobranças. As consequências que virão serão aquilo que florir dos sentimentos que plantar. Esse é plano.

Ano passado, eu fiz 18 anos e vivi presa numa rotina sem tempo para descobrir a vida (diversão e responsabilidades). Agora, eu não tenho mais as mesmas desculpas. É um pouco assustador imaginar que falta pouco tempo para eu ter contas para pagar, que minha família me criou para ser passarinho e voar. Tudo o que eu queria agora é um abraço de urso.

Eu sou muito medrosa. Minha maior meta para 2017 é mudar isso. Não quero perder momentos por falta de coragem. Comecei a fazer aulas de dança, o que tem sido um grande desafio porque cogitar sobre cair e machucar me deixa um pouco em pânico. Enfim, eu tenho muitas neuras para superar.

Em 2017, eu quero cuidar mais do meu corpo. Me importar mais com atividades físicas e alimentação. Além disso, quero cuidar mais do meu coração. Ah, vocês sabem o motivo: cardisplicente explica tudo. Quero ter mais autoconfiança nas coisas que sou e defendo. Aliás, quero ser uma pessoa mais justa e me posicionar com mais propriedade sobre meus ideais.

Espero também conhecer mais pessoas maravilhosas e aprender bastante com elas. Ai, são 1h34 e estou ficando com sono… Risos. Então, vamos logo para a parte mais importante:

Que, em 2017, sejamos muitos gaveteiros amadores. Fico imensamente feliz quando me enviam mensagens contando sobre gostarem dessa gaveta com as crônicas, poesias e fotos nossas de cada dia. Eu me sinto muito inspirada a escrever para vocês quando sei que isso pode melhorar o dia de alguém. Então, obrigada por me visitarem aqui. Tudo é escrito com muito coração.

Muito amor em 2017.

Um abraço de urso. ❤

E até o próximo post! 😉

 

Anúncios

Autor:

19 anos. Acadêmica de Relações Internacionais e apaixonada por histórias de amor.

^-^ Me conta o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s