Publicado em Crônica, Pessoal

Até o meu 2017

tumblr_lkxrrchqyh1qb0j8no1_500-1

Olá, gaveteiros! ❤

Quero fazer algumas considerações caso eu passe as semanas que virão sem comparecer por aqui. É difícil escrever sobre isso. Agora estou ouvindo Sunburn do Ed Sheeran. Foi meu cantor mais ouvido em 2016. Eu gosto de confiar que tudo melhora quando somos envolvidos por uma canção. É isso o que eu faço quando me sinto mal.

Vocês lembram do meu primeiro post de 2017? Eu estava focada nas minhas expectativas. Eu estava toda esperançosa. Mas, pra mim, é como se 2016 ainda não tivesse acabado. Eu me sinto presa dentro de um pesadelo.

Nos últimos meses do ano passado, eu estava sentindo muitas dores. Eu imaginava que fosse porque eu carregava muitos livros e mochila. Daí, eu comia e, em seguida, vomitava. Ficava confusa se isso estava ocorrendo porque comecei a praticar atividades físicas. Mas semana passada, senti a pior crise de todas. Fui parar no hospital.

Tudo aconteceu de forma muito rápida. Graças a Deus. Muitos exames, mas nada tão anormal. Uma ultrassom e respondeu tudo: eu estava com Colelitíase. Enfim, eu não quero explicar sobre isso. Sinceramente, não desejo nem pra sociedade machista e racista.

E agora, numa pausa entre as crises, estou de cama. Minha única esperança é fazer a cirurgia logo. Eu não aguento mais tantas injeções todos os dias. É deprimente passar mais tempo no hospital do que em casa e ver tanta gente numa pior. Entretanto, isso faz refletir. Entendem? Não contei tudo isso pra vocês sentirem muito por mim, mas pra que sintam por vocês mesmos.

Quando não se tem saúde, tudo tem muito valor. A risada? Dói. Eu não posso rir muito senão minhas próximas horas serão chorando de dor. Não posso fazer coisas simples como caminhar na praça, porque mal consigo andar. E cada conversa, mesmo que por whatsapp, com meus amigos tem sido preciosa. Fez eu perceber que a vida é mais do aquilo que a gente espera que seja.

Eu tava numa fase na qual eu reclamava demais. Às vezes, me aborrecia comigo mesma por reclamar tanto. Até quando me perguntavam, quando eu mencionava o blog, sobre o que eu escrevo, eu respondia: reclamações do amor. E agora eu tenho agradecido até quando o almoço não é sopa como sempre.

Eu tava animada pro meu aniversário. Até coloquei contagem regressiva aqui no blog. Quem viu? Mas será provavelmente no hospital. Eu quero imaginar que meu 2017 ainda não começou. Quero pensar que essa é minha nova chance. É como nascer outra vez e dar novos sentidos às coisas.

Então, se hoje vocês tiverem a chance de serem felizes, não deixem pra depois! Sério, não deixem as risadas, os abraços, os amigos, a família, o sorvete, o filme, nada pra depois. O que me conforta é que ao menos por enquanto ainda posso me despedir temporariamente de vocês e dizer mais uma vez que são importantes pra mim.

Na minha volta, espero reclamar menos. Sempre curti crônicas sobre temas do cotidiano, como trabalho e situações engraçadas. Se depender de mim, ainda teremos mais disso por aqui e também desejo continuar ajudando de alguma forma escrevendo sobre o que ando aprendendo com a vida. Muita paz e saúde para quem fica.

Um abraço de urso.

E até o meu 2017 (que ainda não começou). 😛

Anúncios

Autor:

E-mail: blairpttsn@gmail.com Defenda o que você acredita e tenha orgulho por quem você é!

^-^ Me conta o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s