Publicado em Crônica

Não sei dizer se ser adulto é isso

tumblr_inline_my6tp3pjr41qdpwpg

Ontem, eu finalmente – depois de dois anos – resolvi salvar todos os arquivos da minha vida no meu, relativamente novo, computador. Impressionante o que eu tenho sentido: uma mistura de saudade e orgulho. Não sei se tem a ver com ter passado um pouco mais dos dezoito ou ter terminado o ensino médio, mas tenho me sentido perdida em mim mesma.

Eu vejo fotos e até vídeos com meus melhores amigos do fundamental e penso “como era simples ter amigos!”. Nos divertíamos com qualquer coisa. Eu conseguia me soltar completamente e falar coisas sem lógica alguma e, mesmo me achando um tanto boba, ainda gostavam de mim. Tudo era tão de graça. Eu ainda não tinha noção do preço das coisas.

Daí, entrei no ensino médio e tive vários altos e baixos. No começo, eu estava cheia de expectativas e não tinha vergonha alguma de falar sem pensar. Fazia tudo o que tinha vontade. Foi a partir disso que aprendi o que era ter responsabilidade sobre minhas ações. Fui me escondendo aos poucos, tentando consertar na medida do possível a bagunça a qual havia tornado a minha vida.

No meu último ano do ensino médio, eu descobri que alguns sonhos custam caro. Eu colecionava muitos. Eu queria muitas coisas – aliás, ainda quero. Eu me senti completamente confusa sobre escolher meu curso, dar conta de me formar e ainda passar na universidade. Eu me senti perdida inclusive sobre quem eu me tornei ao longo desses anos.

Sobre minhas mudanças: fui aprendendo a me comportar e não confiar em todo mundo; voltei a ser mais tímida e falar mais quando tenho certeza; não tenho tanto amigos quanto antes, de repente ficou difícil manter as pessoas na minha vida; passei por tantos transtornos que aprendi a sentir empatia e realmente querer ajudar as pessoas com seus problemas; enfim, só o que não mudou é que eu ainda escrevo.

No fundo, eu sinto que me tornei alguém melhor, apesar de ser mais “pé no chão”. O problema é esse: vamos amadurecendo e saindo do mundo da lua. Agora não é mais nas nuvens onde penso alcançar. Parece perigoso, dá um certo medo. “É melhor não arriscar”. É estranha a sensação. Talvez, pela primeira vez na vida, me vejo adulta no começo dos meus dezenove anos. Ainda estou processando tudo.

Não sei dizer se ser adulto é isso: tentar voltar ao passado para se reencontrar e organizar a vida e só, então, se despedir dele. Se eu descobrir, eu conto.

Anúncios

Autor:

19 anos. Acadêmica de Relações Internacionais e apaixonada por histórias de amor.

2 comentários em “Não sei dizer se ser adulto é isso

^-^ Me conta o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s