Publicado em Crônica

Máquina de decepção

toy

Escrevi ouvindo Pumped Up Kicks

Andei achando graça do quanto que eu crio expectativas. No entanto, desde que aceitei de bom coração o meu papel de trouxa, eu não me privo de seguir todo o roteiro.

Em suma, o que acontece: eu conheço alguém. “Nossa, é o amor da minha vida, eu aposto”. Daí, eu vou sonhando sozinha sobre todas as coisas que poderíamos ser e fazer. Eu esqueço que não depende só de mim. Eu faço planos mesmo assim porque não adianta quantas vezes não seja como eu queria, eu não desisto.

Algumas pessoas preferem esconder o que sentem e são até pessimistas demais. Mal conheceu e já pensa que não vai dar certo. Pula pra outra. Eu só pulo no mesmo lugar até avisarem que meu tempo no playground esgotou, logo eu – a máquina de decepção, vulgo a máquina de brinquedos que coleciona os ursinhos que ninguém consegue pegar fácil e desiste.

O que quero dizer é que eu andei escrevendo sobre todo o roteiro da história que eu imaginava que você faria comigo. Eu não vou mentir que eu já deixei de dormir de tanto que pensei em você dias antes de você me deixar. Eu não te queria por querer e isso parece estranho de dizer porque você nem fez nada por me merecer. Eu te quis de graça, só porque algo me fez acreditar que você seria capaz sonhar comigo.

Eu pensei em nós tomarmos sorvete no próximo final de semana, de assistir um filme de depois dormirmos juntos no meio dele, de você me telefonar quando parecesse ter sumido quando na verdade só estava na aula, em ir na sua casa conhecer teus cachorros, da gente ter um lugar nosso e com um jardim cheio de flores e hortaliças pros nossos coelhos, da gente pegando estrada pra qualquer lugar, da gente não querer olhar pra mais ninguém por se sentir em paz no olhar do outro.

Poxa, você não quis nada disso. O que eu posso fazer agora?

Ser a minha melhor companhia. Eu me cansei de você, como quem cansa de um cd riscado. A gente espera que ele toque como promete, mas vacila. A gente tira do som, tenta limpar, mas não adianta porque o defeito é menos superficial do que parece. Então, ele sempre vai travar no mesmo trecho. Ele não vai acompanhar o nosso ritmo. É hora de trocar o cd ou simplesmente me despedir de você.

Anúncios

Autor:

E-mail: blairpttsn@gmail.com Defenda o que você acredita e tenha orgulho por quem você é!

^-^ Me conta o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s