Publicado em Crônica

Você me despiu

fotos-com-luzes-20

Escrevi ouvindo The City – Ed Sheeran

Você me despiu sem dizer que me ama. Ainda assim, você sussurrou que aquilo era prova de amor. Poderiam ter sido apenas minhas roupas no chão, mas junto com elas foram outras coisas, foram parte de mim e não é do seu feitio se importar com isso.

Eu fui incapaz de compreender o que aquilo significou pra você porque o nada é grande demais para ser ser levado em consideração. O que você quis de mim era mais do que eu poderia te dar naquele momento e muito menos do que eu poderia te dar pra sempre: todo o meu amor. Eu pensava que poderia te enganar tentando parecer boa o suficiente para acordar do teu lado nos próximos dias, mas eu não era boa nem nisso quando se tratava de nós.

Talvez, algum dia, nos encontremos numa fila de banco e você faça esforço para lembrar do meu nome. E provavelmente eu vou querer te convidar para um café outra vez. Nós poderíamos rir bastante, como fizemos na primeira vez. E você até cogitaria me levar pra casa porque não seria nenhum incômodo pra você e eu então poderia te contar todos os segredos que eu guardei.

Eu poderia te dizer tanto e pouco suficiente pareceria. Então, possivelmente, a melhor opção seria não te dizer nada. Então, eu pagaria a conta e você poderia enfim perceber que uma garota como eu não se compra nas esquinas dos bares que você frequenta. Mas, você tem a mente tão vazia e fechada que certamente não vai investir seu tempo refletindo sobre os seus erros.

Logo, nada do que eu fizer poderia despir você de moral se você nem conhece o significado dessa palavra. Você é “profissional” demais pra isso. E, após toda essa reviravolta, eu finalmente chego à conclusão que eu odiei estar com alguém despido de valores como você. Você me despiu de uma inocência que não me cabia bem. Eu até poderia te agradecer se, de alguma maneira, eu ainda quisesse te fazer me notar novamente como a garota educada que parou tudo o que estava fazendo pra te dar uma informação desnecessária no meio do caminho.

Por fim, o maior erro foi o meu por criar a expectativa que você leria meu coração se você nem se deu ao trabalho de direcionar os olhos para ler uma placa de rua.

Anúncios

Autor:

19 anos. Acadêmica de Relações Internacionais e apaixonada por histórias de amor.

^-^ Me conta o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s