Publicado em Crônica

Dose de anestesia

tumblr_ltyk10wjfr1r5f3pzo1_500

Eu cansei de procurar por estoques de sentimentos. Os potes estão vazios. Os vidros estão quebrados. Se você pisar firme, por aqui, pode se machucar. E não foi porque eu quis assim. Eu te dei tudo o que você poderia exigir de mim. Eu te dei todas as chances de não me esquecer na dispensa.

É tão doloroso te dizer que todos aqueles sentimentos acabaram. Eu já não me sinto feliz quando você volta. Ao contrário. Eu queria não te encontrar mais, como se nunca tivéssemos nos conhecido. Não é como se tudo o que nos envolveu tenha sido tão ruim a ponto de eu preferir imaginar que nunca existiu. Mas, me parte o coração recordar de quão bom foi estar contigo, toda vez que te vejo.

Eu só gostaria que você se despedisse de mim sem olhar pra trás. Eu não quero que nossos olhares conversem como da primeira vez. Eu sinto muito, mas não como antes. Eu ainda te quero, mas não desse jeito desapegado. Eu ainda te amo, como se ainda sobrasse amor depois de tanta dor por ter amado mais do que eu deveria. Eu vou demorar por aqui limpando toda essa bagunça. É melhor que você nem volte mesmo, nem pra visita.

Todas as coisas parecem erradas sem você. Não por você em si. Você significa pra mim mais do que realmente era. Você era o meu maior sentimento. Por que não sentir nada não parece a coisa certa a fazer? Eu só precisava da dose certa de anestesia do teu carinho. Ela não me machucava enquanto era toda pra mim. De repente, você dividiu tanto essa dose que apenas um pouquinho não foi o suficiente para fazer efeito comigo.

Publicado em Crônica

Você se basta

3f60bf19936b6877bc0c159740ffdc20

Escrevi ouvindo Drunk – Ed Sheeran

Quem me conheceu há um tempo, conheceu uma Blenda que doava tudo de si para que as relações dessem certo. Não sei se deveria me desculpar por ter me tornado tão diferente daquela antiga versão ingênua. Se eu sinto que merece, eu ainda corro atrás. Se eu percebo que me faz sorrir, então eu decido ficar. Não faz questão? Não perco o meu tempo: eu vou embora.

O que quero dizer é que aprendi a lição: eu me basto. 

Eu descobri em mim mesma uma companhia incrível. Você conhece a sensação de estar se tornando exatamente quem você gostaria de ser? A minha vida já foi bagunçada e confusa em páginas passadas. Andei praticando caligrafia e escrevendo uma página de cada vez e tem dado certo. As coisas estão saindo como planejadas e do meu jeito porque eu aprendi a escrever sozinha.

De maneira alguma eu abro mão de ter pessoas por perto. Pelo contrário. Eu valorizo demais um bom diálogo! Eu simplesmente não consigo mais ficar mais de cinco minutos no mesmo lugar sem falar com alguém. Eu sou apaixonada por conhecer pessoas novas e adotar algumas para a minha vida.

Entretanto, eu gosto realmente de oferecer o melhor que eu tenho e por ser completamente verdadeira que eu já não consigo colocar a minha amizade numa liquidação. Eu sei que sentimentos não é o tipo de coisa que se vende ou troca. Aliás, justamente os meus precisam ser conquistados. Quando estão transbordando, eu os ofereço de graça, no entanto, você precisa demonstrar que eles importam pra você ou eu os tomo de volta por serem a maior parte de mim.

Sabe, só talvez eu esteja me distanciando um pouco de ser tão cardisplicente. Mas a razão é que fazer investimentos errados geram prejuízos. Tem uma frase que gosto muito e é do Santa cruz: “aprendi a blindar meu coração, mas não estou livre de sentir”.

Se você costuma, por acaso, como eu costumava fazer, sofrer pelas pessoas erradas e isso te consumia resultando um saldo negativo em infelicidade, eu gostaria de ter a imperdível oportunidade de te apresentar a pessoa maravilhosa que existe em você. Você se basta. Você escreve o próprio roteiro. Você tem muito a descobrir sobre o mundo. Você sequer já conheceu todos os átomos que o compõe. Portanto, vira essa página ou passa a borracha se digna de uma reescrita for. Só não volte atrás. O futuro é o seu maior presente.

Comece hoje.

Publicado em Crônica

Sem ti

6f8877b0f9c6d7d1bc106101c4df5fb5

Escrevi ouvindo Cold Coffee – Ed Sheeran

Os teus olhos me acalmam quando as preocupações não me deixam fechar os meus. E a tua voz mesmo quando calada tem os melhores conselhos. Andei pensando sobre como poderíamos ser mais um pro outro. Quero dizer, eu também gostaria de ser teu porto seguro. Eu queria que o meu abraço te cobrisse de fraternidade como eu sinto o seu fazer comigo.

Em outros momentos, eu penso que deve ser difícil lidar com isso, comigo. Eu sei que eu nunca tenho certeza de nada nem do que ando sentindo. As coisas mudam de posição o tempo todo. Ora estão certas, ora estão erradas. O meu relógio está sempre atrasado ou eu andei pensando demais outra vez?

Talvez a verdadeira razão por eu gostar tanto de estar com você é porque você me coloca em paz comigo mesma e eu deixo de pensar tanto. Eu guardo minha racionalidade para os assuntos sérios e com você eu só me permito sentir. Se você soubesse o quão confortável o meu coração poderia ser, você jamais escolheria outro lugar para descansar.