Publicado em Crônica

Não é que eu não te ame tanto assim

desafio-de-escrita-primeiro-encontroalmas-g25c325aameas-mademoisellelovesbooks

Escrevi ouvindo Buzzcut Season – Lorde

Não é que eu não te ame tanto assim…

Mas, às vezes, eu gosto de aproveitar o silêncio da noite e vagar pela casa. Eu gosto de tirar minhas roupas sem, necessariamente, um porquê excitante. A sensação de frio me lembra o teu calor que me faz bem. Então, eu lembro porquê o meu amor é teu.

E mesmo que eu não acenda as luzes, eu sei de cor cada lugar e por onde fui deixando as coisas de quando cheguei com pressa e só quis deitar logo contando com a sorte para ter um sonho bom, um sonho com você. Entenda que, ainda que eu não decorasse algum lugar, eu saberia por onde ir até a cama encontrar com teu perfume lá.

Nunca pense que eu não te amo o suficiente. Não é porque eu não me sinto pronta para viver a dois que o meu coração não bate por você também. Às vezes, fico entediada até de mim mesma e tenho vontade de partir pra longe e me reinventar. Mas eu não iria a qualquer lugar ao qual eu não pudesse com você estar.

Agora, eu só preciso de um tempo. Um tempo meu – que não deixa de ser um pouco seu também – porque parte de mim é amor e a outra também te escolheu. Isso significa que em qualquer lugar ou em qualquer companhia, a ti devo minha calmaria. Eu quero ficar com você, contudo, agora quero apenas as lembranças para me dar conta da tua confiança.

Eu quero que a saudade aperte forte. Quero sentir a porta do meu coração fazendo bagunça até eu a ouvir batendo. Quero aquela dose desesperada de precisar te encontrar o mais depressa possível. Eu só quero a certeza de que não existe volta: te quero agora, não enrola! Vai desejando que eu já estou passando aí em uma hora.

Anúncios

Autor:

19 anos. Acadêmica de Relações Internacionais e apaixonada por histórias de amor.